sexta-feira, 13 de julho de 2012

Dr. Michael Irwig publica novo estudo sobre Finasterida - veja repercussão na mídia americana:




Para ler a tradução dos vídeos e os links para as reportagens em vários meios de comunicação americanos, clique em "continuar lendo".




Vídeo 1 - ABC NEWS 12/07/2012 - Tradução:
Apresentadora: - Existe um novo alerta de saúde hoje a noite sobre a mais popular droga de combate à calvície em homens, Propecia. São prescritas mais de um milhão de receitas todo ano. Há muito tempo sabe-se que o Propecia pode causar efeitos colaterais, mas hoje, pesquisadores da George Washington University relatam que problemas com a função sexual podem continuar mesmo se você parar de tomar a droga. Mais com o reporter da ABC Dan Harris:
Repórter: - As fotos de antes e depois são convincentes. Propecia fazendo o cabelo crescer novamente. Mas poderia haver uma pegadinha? Poderia essa droga que os homens tomam para permanecer sexualmente atraentes, em alguns casos, prejudicar permanentemente suas vidas sexuais? É uma ironia nada divertida para Kevin Malley, que diz que após tomar Propecia, experimenta libido diminuída, disfunção erétil, depressão e dificuldades de raciocínio.
Kevin Malley: - Eu não vejo muito futuro para mim. Considerando tudo que aconteceu com minha saúde, minha saúde física e sexual.
Repórter: - Sabemos há alguns anos que uma parcela dos homens que tomam Propecia apresentam efeitos colaterais sexuais. Mas o estudo de hoje, levanta a hipótese de que esses efeitos possam ser permanentes. Os autores entrevistaram 54 homens sofrendo de efeitos colaterais, todos com menos de 40 anos e todos declararam serem perfeitamente saudáveis antes de tomar o remédio. Dos entrevistados, 96 % disseram que a disfunção sexual durou mais que um ano após parar de tomar Propecia. O laboratório Merck diz que não há prova de causa entre o Propecia e disfunção sexual prolongada.
Repórter: Esse é um perigo real?
Dr. Alan Jacobs (Neuroendocrinologista): Com certeza.
Repórter: Mas o Dr. Alan Jacobs, que tem tratado inúmeros ex-usuários de Propecia, diz que os homens devem ser alertados sobre esse risco.
Dr Alan Jacobs: - Eu acho que cada um dos homens que estão considerando tomar o remédio devem ser avisados que existe risco pequeno mas significativo risco que eles podem desenvolver essa síndrome.
Repórter: - Kevin Malley diz que é muito tarde para ele.
Kevin: - Todo dia é uma batalha.
Repórter: - Ele perdeu o emprego e sua noiva e culpa o Propecia.
Dan Harris, para o ABC NEWS.


Vídeo 2 - NBC Today- Tradução:
Apresentador: Estamos de volta as 7:42 com um alerta de saúde para homens que tomam a droga Propecia para o combate de calvície. Pesquisadores da Universidade George Washington dizem que o remédio pode levar a efeitos colaterais de longo prazo. A editora chefe de medicina da NBC, Doutora Nancy Sneider, vai nos falar mais a respeito. Bom dia Dra.
Dra Nancy - Bom dia Matt, esses efeitos colaterais não são novos, mas eles foram considerados temporários por um longo tempo. Mas esse novo estudo levanta a questão: Pode a disfunção sexual causada pelo Propecia ser permanente?
VT de comercial do Propecia: "Propecia, ajudando a tornar a cavície coisa do passado."
Repórter: - Muitos homens que experimentaram calvície de origem genética - uma queda de cabelo no topo da cabeça, que soma mais de 95% dos casos de calvície - escolheram tratar o problema com a droga Propecia. O site do medicamento publica o seguinte aviso: "Em estudos clínicos, um número pequeno de homens experimentou certos efeitos colaterais sexuais. Cada um desses efeitos ocorreu em menos de 2% dos homens e desapareceram com a interrupção do tratamento." Mas esse estudo, publicado hoje no "Journal of Sexual Medicine" diz que não é bem assim.
Dr. Michael Irwig: - Eu entrevistei um grupo de jovens saudáveis, que não tinham nenhum problema médico, nenhum problema psiquiátrico, nenhum uso de remédios, que tomaram a droga Propecia - ou Finasterida - e enquanto tomavam o medicamento, eles desenvolveram efeitos colaterais sexuais, como baixa libido, disfunção erétil, problemas de excitação, e dificuldades em atingir o orgasmo.
Repórter: - De um grupo de 54 ex-usuários de Propecia que apresentavam efeitos colaterais sexuais por mais de três meses, 96% deles continuaram a apresentar esses efeitos, apesar de já terem parado de usar o remédio.
Dr. Michael Irwig - Isso é muito frustrante para esses homens, porque eles vão de médico em médico, sem conseguir resolver o problema. Nós ainda estamos "na infância" de descobrir o que aconteceu biologicamente com esses pacientes.
Laura Berman, sexóloga: - A ironia aqui é que muitos homens estão tomando essa medicação para ficarem mais atraentes sexualmente para as pessoas que eles querem atrair.
Repórter: - Merck, a fabricante do remédio, diz que seu produto tem demonstrado segurança e eficácia e que a bula adequadamente descreve benefícios e riscos, além de que uma relação de causa e efeito entre o uso de Propecia e disfunção sexual prolongada não foi estabelecida. Eles também atualizaram as instruções de uso no website, para incluir que houveram relatos de disfunção que continuaram mesmo após o fim do tratamento.
Laura Berman, sexóloga: - A coisa mais importante a saber é que se você está sofrendo de disfunção sexual existe tratamento disponível, que existem médicos que estão prontos a ouvir seu problema e tratá-lo. Você só precisa procurar ajuda. [Nota do moderador: Os tratamentos disponíveis atualmente se mostraram ineficientes para a grande maioria dos homens que estão sofrendo de Síndrome pós Finasterida. Uma parcela dos pacientes não responde a medicamentos como Viagra e Cialis e continuam com disfunção erétil. Outra parcela, consegue uma "ereção morta" sem nenhum desejo sexual, pouca sensibilidade no pênis e sem urgência para ejacular. Uma pequena parcela apresenta melhora no desejo sexual com o uso de suplementos como Maca e Tribulus (veja mais em na página "Como tratar"). A reposição de testosterona se mostrou absolutamente ineficiente para esses pacientes, no intuito de reestabelecer o vigor sexual e não é indicada, devido aos inúmeros efeitos colaterais. Para piorar, a grande maioria dos médicos ainda atribui os efeitos sexuais da Finasterida a problemas psicológicos, apesar dos constantes estudos sendo publicados. Infelizmente, a sexóloga está completamente despreparada para comentar a questão]
Apresentador: - Nancy, nós claramente chamamos a atenção de alguns homens com essa notícia. O que me chama a atenção é que somente 54 homens foram estudados na pesquisa, esse é um grupo pequeno...
Dra. Nancy: - Olha, esse é um grupo pequeno. Mas esse remédio foi inicialmente colocado no mercado para tratar o aumento benigno da próstata (nota - em homens mais velhos) e advinha... esses homens tiveram crescimento de cabelo. De repente havia outra razão para usar esse remédio. Então, milhões de prescrições foram preenchidas em todo o mundo. Mas esses pesquisadores, pegaram 54 homens, que antes de tomar a droga não tinham qualquer problema de saúde e mesmo sendo um grupo pequeno, eles acreditam que isso é só o começo das descobertas sobre o remédio.
Apresentador: - Mulheres podem tomar Propecia também? Elas desenvolvem efeitos também?
Dra. Nancy: - Mulheres não devem tomar Propecia. Esse é um medicamento somente para homens. Na verdade se mulheres entram em contato com essa droga, pode ser perigoso.
Apresentador: - Quais seriam então as alternativas para homens que estão sofrendo com queda de cabelo?
Dra. Nancy: - Você quer mesmo que eu te diga? Eu acho que o melhor é você...
Apresentador: - Não, vamos para o comercial (risos)
Dra. Nancy: - A maioria desses medicamentos provoca alguma alteração hormonal e isso é o que causa esses problemas. Acho que já é hora dos homens lembraram que toda vez que você põe um remédio na sua boca, você pode ter um efeito colateral. E talvez, a calvície, não seja um problema tão grande para as mulheres.
Apresentador: - Você acha que os homens se preocupam demais com a quantidade de cabelo que tem e que as mulheres se preocupam menos com cabelo do que com função sexual?
Dra. Nancy: - Eu acho que as mulheres se preocupam mais com uma ereção do que com calvície.
Apresentador: - Agora é uma boa hora para ir para os comerciais (risos). Nancy, muito obrigado.


Vídeo 3 NBC NEWS tonight. Só é possível vizualizá-lo no Youtube, por causa de um patrocínio aos jogos olímpicos. Clique no link para assistir:



Reportagem na página principal do yahoo.com
http://gma.yahoo.com/men-propecias-sexual-side-effects-may-long-lasting-215732153--abc-news-wellness.html

Reportagem na CBS News:
http://www.cbsnews.com/8301-504763_162-20045362-10391704.html

Reportagem no site da CNN:
http://edition.cnn.com/2012/07/13/health/propecia-healthland-baldness-drug/index.html?hpt=hp_t2

Jornal Huffington Post:
http://www.huffingtonpost.com/2012/07/13/propecia-baldness-drug-sex-problems_n_1671275.html

Jornal US NEWS:
http://health.usnews.com/health-news/news/articles/2012/07/13/health-highlights-july-13-2012

Repercussão em outros países:
Inglaterra, jornal Daily Mail
http://www.dailymail.co.uk/health/article-2172553/Propecia-Baldness-drug-Wayne-Rooney-took-cause-permanent-impotence-shrink-genitals-men.html?ito=feeds-newsxml

Inglaterra, The Sun:
http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/news/4426562/Hair-loss-drug-used-by-Rooney-could-cause-impotence.html

Alemanha, Express.de
http://www.express.de/fussball/gegen-haarausfall-rooney-nahm-medikament--das-zu-impotenz-fuehren-kann,3186,16612832.html




47 comentários:

  1. Olá, até essa semana eu estava utilizando a finasterida e depois de ler os seus posts e os relatos do pessoal que comentou eu decidi parar com a fina, dos sintomas reclamados por todos eu só tive uma pequena baixa na libido. Tomei a finasterida (sempre medicamento genérico) por volta de 3 anos e nesse tempo se eu tomei uns 5 copos de qualquer bebida alcoolica foi muito (parei quando descobri que o alcool fazia o cabelo cair) e eu não fumo. A questão que quero levantar é: A faixa etária da maioria do pessoal que fez relatos aqui é jovem e é a época de sair, da bebedeira. Será que não é a finasterida em conjunto com bebida, cigarro ou qualquer outro medicamento que está causando esses problemas todos? (parei com a finasterida porque não quero pagar pra ver). Esqueci de um detalhe: tenho 26 anos e tomava finasterida desde os 23.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sérgio,
      Isso eu posso te afirmar com certeza. No Propecia Help tem uma ficha em que os homens descrevem seus hábitos, desde a idade e constituição física, até hábitos como bebida, cigarros, remédios e drogas ilícitas. Exite um número grande de jovens que não bebiam ou fumavam e mesmo assim desenvolveram os mesmos sintomas. Alguns até eram atletas de faculdade (portanto eram obrigados a levar um estilo de vida saudável ou perdiam a bolsa de estudos). O problema é que a Finasterida é um remédio anti androgênico, inibe a formação de um homônio sexual (DHT). Os hormônios sexuais são a locomotiva do corpo. Mesmo que o gatilho para os efeitos colaterais seja um elemento externo - como o uso conjunto de outro remédio, por exemplo - não é natural nem saudável privar o corpo do homem de um hormônio sexual essencial como o DHT. Não quero dizer que é o seu caso, mas existem homens que tomaram a Finasterida por anos, e só começaram a desenvolver efeitos colaterais mais tarde. Não se sabe o que leva o corpo a desenvolver esses efeitos. É incrível, mas nem mesmo o mecanismo exato de como a Finasterida age na função sexual é totalmente conhecido pela ciência (adicionei o link na página de estudos)...

      Excluir
  2. Olá, tomei finasterida por três anos e não percebia ter efeitos colaterais. Após a interrupção do uso notei um expressivo aumento na libido. Tive, no entanto, uma baixa no sistema imunológico e fui acometido de várias infecções. Pergunto: estariam as alterações hormonais relacionadas a esta resposta imunológica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante sua colocação. Faz sentido sim. Já li diversos depoimentos de homens que dizem que não mais tiveram gripes, infecções e sintomas alérgicos como rinite, enquanto tomavam a Finasterida. Muitos que desenvolveram Síndrome pós Finasterida relatam a mesma coisa. É como se ao tomar o remédio, isso de alguma forma tornasse o sistema imunológico mais ativo. Portanto, ao parar com a droga, pode ocorrer o inverso por um breve período- como no seu caso - o aparecimento de infecções. Isso faz mais sentido ainda quando lembramos que a testosterona tem um papel fundamental na modulação do sistema imunológico do homem. E como a Finasterida inibe a forma mais ativa da testosterona (DHT), é plausível pensar em mudanças imunológicas. Mas fique tranquilo, como você já parou e não tem outros sintomas, a tendência é que isso se normalize também.

      Excluir
    2. olá, tomei finasterida durante 1 ano, tenho hoje 36 anos e parei de tomar esse medicamento desgraçado a 3anos e meio quando percebi que já não era mais o mesmo homem. No início dos efeitos colaterais, fui em vários urologistas e relatava para eles que fiz uso da finasterida e que isso provavelmente seria a causa dos meus problemas. Nenhum deles aceitou meus argumentos. Todos disseram que poderia ser um problema psicológico e alguns me receitaram viagra ou cialis. Chequei a tomar viagra e cialis algumas vezes, mas os efeitos não foram tão bons; ereçoes muito superficiais, com pouca libido e pouca sensibilidade no penis. Em pouco tempo percebi que esses remédios já não estavam mais fazendo efeito em mim. Nunca mais fui num médico, não cometi suicídio porque não tenho coragem, mais não há um dia em que não pense em morrer, perdi minha alegria de viver, nunca casei, nunca tive filhos e sinto muita falta disso. Ha mais ou menos 2 anos não sei o que é ter uma relação sexual. Hoje em dia com muito esforço, consigo ter ereçao muito fraca somente pra me masturbar, de vez em quando sinto ereçoes noturnas que também são muito fracas. Não sei mais o que fazer. Já pensei em me consultar com um endocrinologista, já que os urologistas não conseguem me ajudar. Preferia ter ficado careca.

      Excluir
  3. Gostei muito do blog. Eu o encontrei justamente porque tenho sofrido com falta de libido e todos os efeitos indesejáveis narrados. Digo que não fumo, bebo etc. Já fui a terapeutas e sempre achei que pudesse haver algo orgânico, relacionado ao remédo, mas sempre há o discurso de que os efeitos são raros e somem com o tempo, logo era psicológico. Confesso que me assustei ao saber que os efeitos da Finasterida podem se alongar mesmo após a suspensão de seu uso. Tenho 24 anos e uso a droga há aproxidamente 5 anos. Observo que meu problema é maior do que pensava. Sempre quis parar, mas os resultados para queda de cabelo são formidáveis, mas agora ficou claro que não devo mais usar a droga. Que especialista podemos procurar para tentar uma "desintoxicação"? Apesar da reportagem, há uma estimativa de tempo para que desapareçam os efeitos colaterais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Fico feliz que o blog esteja sendo útil. Não existe um tratamento de desintoxicação para isso e muitos dos tratamentos oferecidos nesse sentido tem mais um efeito placebo do que qualquer outra coisa. A melhor coisa para desintoxicar é parar de tomar o medicamento, ter uma alimentação natural e pouco industrializada por um tempo, beber muita água, comer frutas e verduras, dormir bem, fazer exercícios leves, etc. São os conselhos tradicionais que já conhecemos para uma vida saudável. Quero ressaltar um ponto aqui... Mesmo você tendo efeitos colaterais enquanto toma o remédio, pode ser que ao parar, esses efeitos passem espontaneamente. Não pense que por estar apresentando efeitos colaterais, estes serão necessariamente persistentes. Mas concordo que você deve parar de tomar. Os médicos no exterior tem dado o prazo, após parar a finasterida, de seis meses a um ano para o desaparecimento de efeitos colaterais. Alguns pacientes ficam livres desses colaterais em muito menos tempo. Outros continuam com os efeitos persistentes por tempo indefinido. Diminua a dose do remédio gradativamente, como está descrito na seção "como parar". Os relatos no Propecia help indicam que parar dessa forma pode ser melhor.

      Excluir
  4. Olá.. Gostei muito do blog.. Eu que sou muito desconfiado, já iniciei o tratamento por algumas semanas, mas depois de ler sobre o assunto, também estarei parando com o tratamento. O que vejo no Brasil, é que poucos especialistas sabem ao fundo seus efeitos colaterais e repassam a seus pacientes. Então, não é bom confiar. Obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Olá, boa tarde. Tenho 30 anos e de alguns anos para cá, tenho ficado com meus cabelos mais "ralos", acredito que por questões genéticas, uma vez que meus cabelos são muito finos, como os do meu pai. Sempre ouvi falar da Finasterida como uma alternativa à calvície, porém os comentários positivos eram precedidos do risco de impotência. Estou disposto a iniciar o tratamento com Finasterida 1mg, porém gostaria de confirmar se a probabilidade em desenvolver disfunções sexuais superam ou não 10% dos pacientes que fazem uso da droga. Gostaria também de saber se, embora possam ocorrer os citados efeitos colaterais, realmente é eficiente no tratamento da calvície e se sua descontinuação faz com que os cabelos caiam ainda mais, se comparado ao estágio pré tratamento. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os dados oficiais não são confiáveis. O laboratório Merck já omitiu dados de pesquisa em outros medicamentos antes, como foi o caso do VIOXX que foi proibido anos mais tarde.
      Não existe um grande estudo confiável sobre o tema. Mas há muitas pistas:
      - O administrador do Propecia Help, após mais de 10 anos pesquisando sobre o tema, defende um número próximo de que 20% dos homens teriam efeitos colaterais. Isso é 10 vezes mais do que o defendido pelo fabricante (2%).
      - Na pesquisa aqui do blog por exemplo (no canto superior direito da página). 438 pessoas responderam até o dia de hoje. Dessas, 274 tomam ou tomaram Finasterida. Dos 274, 158 apresentaram efeitos colaterais (57,66%). Desses 158 indivíduos, 70 continuaram com esses efeitos colaterais mesmo após parar o remédio (25,50% dos que tomaram finasterida).
      - No forum de calvície brasileiro "o forum", os membros estão fazendo duas enquetes sobre o assunto e os números até o momento indicam uma parcela muito superior aos 2% defendidos pelo fabricante:
      http://calvicieoforum.saude.ws/viewtopic.php?f=2&t=12598
      http://calvicieoforum.saude.ws/viewtopic.php?f=2&t=12644
      - A página do Propecia Help foi atacada por Hackers ontem então não posso te passar o link hoje de um estudo. Mas esse estudo mostrava que os efeitos colaterais apareceram em 18% dos pacientes no período de alguns meses de duração da pesquisa. Se não me engano foi um estudo do Dr. Traish. Posso confirmar quando o site voltar ao ar.
      Na minha opinião pessoal, se eu fosse você não correria o risco. Não tomaria Finasterida e faria um implante capilar bem feito fio a fio, como a técnica CIT criada pelo Dr. Cole nos EUA:
      http://www.forhair.com/Hair_Transplant_Photos.htm
      Veja bem... a impotência é apenas um dos problemas apresentados na Síndrome Pós Finasterida. A depressão que alguns pacientes desenvolvem é incapacitante e não resolve facilmente nem com antidepressivos. Há ainda o brain fog, problemas de memória, fadiga, inchaço, falta total de libido, etc. Visite a seção "Sindrome Pos Finasterida" para ler mais a respeito

      Excluir
  6. eu tenho 33 anos e trao com propercia desde os 19 anos e hoje posso dizer que nao ganhei nenhum fio, absolutamnete nenhum fio de cabelo com o tratamento. hoje sou muito mais calvo do que quando comecei o tratamento.
    Depois de 14 anos, tomando propercia nenhum fio!
    O maximo que consegui foi para a queda, mais ganhar novos fios nao sepre fui calvo, porem nao foi vantagem porque de toda forma eu sou calvo talves menos calvo, mais nao deixa de ser calvo.
    Que diferença faz ser muito calvo ou pouco calvo, de toda forma as peçoas dizem falem com o careca, tomar propercia nao mudou isso!
    Apenas parou a queda, porem nao completamnete, porque sou bem mais calvo que quando comecei o tratamento!

    Agora os efeitos colaterais:

    Impotencia, logo com 1 ano de tratamento eu falhei com uma garota loira de 18 anos, foi humilhante ela ri na minha cara. Procurei o medico e ele disse que nao tinha nada a ver com o remdio, tinha outras causas, depressao, psicologicas, intimidade, etc,...E disse que era normal todo homem falha.
    Acreditei e isso se repetiu muitas vezes, e tenho 33 anos e sou solteiro, nunca conseguir convver com alguem por mais de 1 ano, nunca casei!

    Força, eu sempre fui bem disposto tinha um fisico invejavel, muita disposiçao, muitos musculos, pouca gordura corpora, e muita massa muscular, fazia nataçao, ciclismo, jiu jitsu, corrida. a medida que tomava finasterida eu ia ficando mais idisposto e mais fraco, eu nao conseguia sequer pegar uma caneta no chao, outro fato que marcou minha vida fui reprovado no teste fisico de um concurso da policia, e outro de agente prisional, por culpa da finasterida, hoje tenho um subemprego numa prefeitura.
    Sinto dores nas juntas muita gordura corporal e nenhum musclo e força!
    Parabens pelo blog!

    ResponderExcluir
  7. Tomo finasterida a 10 anos, pra mim deu muito certo. alem de parar de cair o cabelo, ainda cresceu novos. Nunca tive problema de diminuicao de libido nem impotencia. Pelo contrario, Parece que sou mais tarado hoje que aos 20 anos. Nao fumo e nem bebo. Essas coisas sim que eu acho que provocam impotencia no Homens

    ResponderExcluir
  8. Olá , legal o blog nao sabia de sua existencia ate hoje.
    Tomo Finasterida ja a 2 anos, posso dizer que principalmente a coroa do cabelo a calvice nao existe mais.
    Vario entre 1 e 2 pirulas de 1mg por dia
    E eu sempre acreditei na pesquisa onde prometem que um numero pequeno de homens tem reação negativa ao remédio
    Eu nunca tive efeito colateral, sexualmente esta bem, meu cabelo melhorou muito (apenas nas famosas entradas do cabelo que o remédio nao faz tanto efeito) , a queda de cabelo melhorou absurdamente.
    O efeito que percebo é a diminuição do esperma e tornando também ele mais aguado

    Vou estudar mais sobre, porque realmente as pesquisas tendenciosas para uso de certo remédio é o que mais tem por ai.

    ResponderExcluir
  9. Olá amigo,
    Primeiramente quero parabenizá-lo pela iniciativa do blog e também por se colocar a disposição de esclarecer dúvidas e mostrar pesquisas relacionadas aos graves efeitos colaterais do medicamento finasterida.
    Bom, o meu caso é o seguinte, fiz uso deste medicamento durante treze anos, ou seja, dos 28 aos 41. E foi nítida a melhora capilar, tanto na qualidade quanto na quantidade dos fios. (não que eu tenha mais cabelo aos 42 do que tinha aos 28) mas sim que eu consegui conservar quase normal os que eu tenho.
    Mas o fato é que no final do ano passado, de uma hora pra outra, a minha libido foi pras cucuias... e foi assim mesmo, de forma abrupta, num dia eu tava completamente normal, no outro eu estava sem desejo sexual algum...
    A qualidade da minha ereção era quase a mesma, mas o que me atormentava era a falta de desejo. Eu me refiro a ereção estar normal até porque eu continuava acordando com ereção, embora alternava dias em que a ereção não aparecia ao acordar.
    Mas o que mais me assustou foi isso, de uma hora pra outra parece que desligou a interruptor do desejo e eu fiquei sem libido completamente.
    Então, como eu já havia pesquisado na internet sobre a finasterida causar problemas de libido, imediatamente interrompi o tratamento.
    Só achei estranho esse problema ter aparecido depois de 13 anos de uso, eu sempre me considerei "imune" ao seus efeitos colaterais, para mim isso só acontecia com uma pequena parcela dos homens que fazem o seu uso, o qual eu não estava incluído.
    Mas graças a Deus eu acho que parei a tempo. (se é que isso existe) e hoje, oito meses após a descontinuação do tratamento, sinto que minha libido começa a voltar ao normal. Ainda não estou no mesmo patamar do que eu era antes do uso do medicamento, mas já consigo sentir um certo desejo e também tesão, coisas que tinham fugido completamente da minha vida.
    Mas foram necessários oito longos meses até que eu pudesse voltar a me sentir "homem" novamente.
    E o irônico dessa história é que eu cheguei a guardar por mais de nove anos todas as embalagens que eu adquiria na Ultrafarma, para no caso de algum problema futuro eu estar municiado para um eventual processo, mas infelizmente eu joguei todas embalagens dos medicamentos da Merck e EMS que eram os que eu usava fora... e hoje me arrependo amargamente disso.
    Enfim, o alerta que eu faço é seguinte, não importa quanto tempo você se medique, mais cedo ou mais tarde os problemas irão aparecer. Eu sou uma prova viva disso, pois já até entrei em debates em alguns foruns defendendo o uso da finasterida, já que como eu disse antes, eu me sentia imune a algum possível efeito colateral.
    A finasterida pode até por um certo tempo conservar os cabelos, mas ela cobra um preço muito caro por isso, pois ela lhe tira completamente a alegria de viver. Pois sejamos sinceros, do que adianta estar com a cabeça coberta de cabelos mas sem desejo sexual algum, pensem nisso.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por compartilhar a sua experiência com a Finasterida! Já tinha lido alguns casos como o seu e é realmente difícil de explicar porque uns apresentam problemas tão cedo e outros ficam 13 anos sem efeitos colaterais. Talvez organismos como o seu sejam mais resistentes à droga por algum traço genético por isso uma demora maior em apresentar problemas. Também acho que ninguém é imune a desenvolver esses problemas, acho que é uma questão de tempo... a depender da resistência do organismo ao medicamento.
      Com relação à sua melhora, se você já está sentindo diferença na libido, isso é um bom sinal. Tenho recebido algumas mensagens de visitantes que tiveram melhora com o suplemento natural Tribullus Terrestris, pesquise a respeito e converse com seu médico.
      Vou fazer uma cópia do seu comentário para o tópico das histórias pessoais, certo?
      Abraço,
      Boa sorte!

      Excluir
    2. Bom dia
      Usei fina por 12 anos e somente apos isso adquiri problemas de disfuncao. Acreditem, demora mas vem...

      Excluir
  10. Esqueci de mencionar outro fato. O que o moderador disse sobre o remédio VIOXX é a mais pura verdade, há alguns anos eu fiz um implante dentário e me foi receitado esse medicamento como anti-inflamatório, tive alucinações terríveis durante o seu uso, minha família achou que eu estava enlouquecendo, a sorte é que os efeitos passaram assim que parei de tomá-lo. Acho que fui umas das primeiras pessoas a tomar esse remédio no Brasil, pois o dentista na época me falou que tratava de uma nova e "senascional" droga.
    Tá aí mais um motivo para fugir da finasterida, assim como o VIOXX saiu de circulação por causar problemas sérios, o mesmo poderá acontecer com a finasterida, então fujam enquanto é tempo. Eles estão escondendo coisas, disso vocês podem ter certeza.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde eu tenho 21 anos e estava usando finasteria 5 mg a cerca de 20 dias, gostaria saber se isso irá prejudicar minha vida sexual daqui pra frente eu interrompi o tratamento depois de pesquisar sobre o medicamento, meu libido sexual creio que realmente deu uma caída, me sentia sonolento muitas partes do dia, fraqueza ao fazer exercicios levantando pesos, enfim..gostaria de saber se por eu ter usado durante um periodo curto de 15 a 20 dias usando eu posso ficar com sequelas pra sempre, sexualmente falando, obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      A dose de 5mg só é indicada para o tratamento de problemas na próstata (hiperplasia benigna) em homens mais velhos. A dose para o tratamento de calvície é de 1mg. Nenhum médico deveria ter prescrito a dose de 5mg para você.
      Você usou por pouco tempo e é bastante jovem, o mais provável é que tudo volte ao normal com o tempo. Dê tempo para o seu corpo se recuperar e não fique preocupado nem com pressa de que tudo fique logo "normal". Leva um tempo para o corpo se ajustar e recuperar. Isso varia muito de pessoa para pessoa, tem homens que em poucas semanas já estão recuperados, pode ser o seu caso. Outros homens levam até seis meses. Há casos que a recuperação leva entre 6 meses e um ano. E há uma parcela que fica realmente com efeitos persistentes da finasterida por anos e anos, mas também não quer dizer que é pra sempre... Até o momento é irreversível nessas pessoas, mas pode surgir um tratamento no futuro. Você não deve pensar nisso, acabou de parar o remédio. Não há porque ficar pensando que com você vai ser assim.

      Excluir
  12. Olá amigos.
    Parabéns pelo blog informativo.

    Tomo finasterida desde os 19 anos, tenho 32 (1mg/dia manipulado, nunca parei de tomar). Em mim funcionou bem, apesar de já com 19 estar perdendo cabelo e ter parentes que com 25 eram praticamente totalmente carecas, eu tenho hoje praticamente a mesma cabeleira que tinha com 19 talvez uns 5% menos, e quem me vê dificilmente pensa que eu tenho algum problema de calvície.

    Quanto a minha vida sexual, se eu fosse um pouco mais tarado do que já sou seria um criminoso sexual...hehe! Namoro faz muitos anos a mesma garota, minha vida sexual é normal, tmb gosto de canais e sites pornôs...acho que isso dá uma certa ideia de que não tem nada errado com minha libido.

    No entanto, não descarto a possibilidade de isso acontecer com outras pessoas, "cada pessoa é diferente", mas tomem cuidado pois muitas vezes impotência pode ter causas psicológicas, com certeza transar "encanado" se a medicação vai prejudicar sua ereção, não deve ajudar em nada a EREÇÃO, sejamos realistas.

    Fica aqui meu relato.
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,

      Obrigado por comentar. Com certeza, o lado psicológico pode influenciar a ereção de um homem. Porém acho perigoso determinar um componente psicológico como causa sem uma investigação mais profunda na pessoa. Esse é um problema real, o medicamento altera a função sexual em certas pessoas, e isso foi comprovado em pesquisas científicas publicadas em revistas sérias. Ele altera o equilíbrio hormonal do homem, bloqueia o dht que é 5 vezes mais erógeno que a testosterona e encolhe a próstata, que é fundamental para o pênis (leia mais em "Importância do DHT"). Mas mesmo que o problema de ereção fosse psicológico, como explicar a total falta de libido, a ausência de ereções matinais (que são involuntárias e não determinadas por um fator psicológico), a falta de ereções espontâneas, a falta de sensibilidade no pênis e o desinteresse total em sexo nesses indivíduos? Os médicos muitas vezes reduzem esse problema a um problema de ereção, mas é um quadro muito maior e que não pode ser explicado por sintomas psicológicos. Você colocou um exemplo interessante, transar "encanado". O problema é que os homens que foram prejudicados por esse remédio não tem o mesmo nível de ereção, libido e prazer nem na masturbação. Fico feliz que em você o remédio funciona bem, valeu por comentar!
      Um abraço

      Excluir
  13. Olá. Se a mulher não estiver mais em idade fértil, no caso com 55 anos, ainda é arriscado o uso do finasterida? Os resultados, bem como, os efeitos colaterais seriam os mesmo que os dos homens?

    ResponderExcluir
  14. Boa noite. Gostaria de saber se o uso desse medicamento tem os mesmos resultados para mulheres e se seus efeitos colaterais são de riscos para mulheres na faixa dos 50 anos.

    ResponderExcluir
  15. Oi Maria,

    O uso de Finasterida em mulheres não é indicado. Está explícito na bula que mulheres não devem usar. Mas em todo mundo, médicos tem prescrito a Finasterida 'off label'(contrária à indicação da bula) para mulheres. O risco de usar um medicamento off label é que não existem pesquisas suficientes para esse uso específico do remédio, nem seu uso para esse fim foi aprovado pelas agências de saúde (FDA, Anvisa). Os poucos estudos que li com relação ao uso em mulheres indicam o risco de depressão. Não sei se há o risco de desenvolver outros efeitos ou efeitos persistentes como nos homens. Com relação a resultados, o papel da Finasterida na prevenção da calvície feminina ainda é controverso:
    - Não há como saber com antecedência quem vai responder ao tratamento (não funciona com todas as mulheres, e funciona bem menos que nos homens)
    - Resultados visíveis podem levar mais de 6 meses para aparecer.
    - A dose que funciona no homem pode ser insuficiente para a mulher
    Converse com seu médico.

    ResponderExcluir
  16. CARO MODERADOR! INICIEI EM JANEIRO DESTE ANO O USO DE FINASTERIDA 1MG, E EM JULHO PASSEI PARA 5MG E NOTEI QUE ENGORDEI, PESAVA 64K ANTES DE TOMAR E AGORA ESTOU PESANDO 69K... GOSTARIA DE SABER SE O USO DE FINASTERIDA ENGORDA , ATUALMENTE PAREI DE TOMAR E MAIS, QUERIA SABER QUANTO TEMPO LEVA PARA O ORGANISMO VOLTAR AO NORMAL!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prazo que os médicos tem dado no exterior é de seis meses a um ano para o organismo se reestabelecer. Tem homens que se recuperam muito antes. Pode haver aumento de peso sim. Alguns homens reclamam de inchaço, retenção de líquidos.

      Excluir
  17. Moderador, peço por favor que responsa ao meu questionamento. Não vi em todo o blog um caso semelhante ao meu.

    Comecei a usar a finasterida aos 19 anos, utilizando-a por aproximadamente 3 anos e meio. O meu cabelo continuou caindo bastante, apesar de não ter regredido tanto (as entradas se acentuaram e a linha frontal regrediu, estando o cabelo da parte frontal já bem rarefeito). Penso que não absorvi tão bem o remédio. Hoje tenho 22 anos.

    Pois bem. Minha libido sexual sempre foi muito grande, muito mesmo, e durante todo o tempo que usei a finasterida nunca tive do que reclamar do meu desejo sexual - talvez só o achando excessivo - mas continuou como sempre fora. Nunca tive problemas de ereção, de qualquer forma, nem fraqueza, depressão, dores, nem de esperma.

    Todavia, ao ler a reportagem de veja sobre a finasterida, e ser direcionado a este blog, confesso que fiquei bastante assustado, e decidi assumir a calvície, se ela vier. Nos últimos 10 dias do mês passado, passei a tomar a finasterida um dia sim, outro não, até que no começo deste mês cessei totalmente.

    No começo, não senti nada de grave, mas uns 2 dias depois passei a ficar com menos vontade de me masturbar, de me masturbar menos ao dia, e qdo me masturbava apenas uma vez eu me sentia satisfeito.

    Agora, com aproximadamente 15 dias, percebo o seguinte: 1) ainda tenho ereções, que chegam em nível máximo, mas preciso utilizar as mãos para obtê-las e mantê-las (senão ele começa a descer), não conseguindo apenas visualmente (revistas masculinas), já que me sinto excitado, mas ele não "sobe" sozinho; 2) ainda tenho libido, e sonhos eróticos, e ereções matutinas e noturnas, mas não consigo ter ereção apenas com revistas ou vídeos; 3) consigo ter ereções ao conversar "sacanagem" com uma garota, mas ele não se mantém por muito tempo, e só com estímulos visuais ele não sobe, nem se mantém - como já me acostumei a ver mulher nua, não eram todas as imagens que me excitavam só de ver sem roupa, mas agora nem mulheres que eu sinto que me deixam excitado fazem com que ele vá pra cima sozinho.

    Em síntese: nunca senti qualquer sintoma, durante o uso por 3 anos e meio; quando parei, com 15 dias da interrupção, minha libido deu uma diminuída, e meu penis nao fica ereto ou mantém ereção com estímulos visuais e perdi bastante da vontade intensa que eu tinha de me masturbar. Não me sinto depressivo, fraco, homossexual, meu sêmen deu uma engrossada, meu cabelo tá caindo ainda mais e tão nascendo umas espinhas pequenas no início da minha linha capilar frontal. Só o meu pênis, que não está reagindo como antigamente, o que me deixa muito preocupado.

    Diante desse quadro, considerando que eu nunca tinha tido esses problemas, que não cheguei a usar por 7, 8 ou 10 anos, quero saber:

    1) esse quadro é comum? Pode ser apenas um reajuste hormonal passageiro?
    2) é capaz que esse quadro se agrave, ou os casos que vc conhece demonstram que depois de um tempo passa?
    3) vc acha que é provável ou possível que passe? se sim, em qto tempo?

    Peço desculpas por minhas preocupações, mas é que moro sozinho e tenho medo de pensar besteiras e aí assim ficar depressivo. Peço, encarecidamente, que responda ao meu questionamento. Muito obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,

      Suas preocupações são normais, é claro que qualquer homem ficaria apreensivo. Mas não fique tão preocupado. Você parou totalmente há apenas 15 dias. Os médicos no exterior estabeleceram um prazo de 6 meses a um ano para tirar qualquer conclusão sobre efeitos mais duradouros. Ou seja, seu corpo vai continuar a se ajustar nesse período.

      Respondendo suas perguntas:
      1) Sim, é comum, o que você descreve é bem padrão. Seu corpo precisa de tempo para se reajustar. O que você pode fazer é ter uma rotina de exercício físico e ter uma alimentação mais rica em nutrientes, para auxiliar na sua recuperação. Evitar cafeína e álcool também ajuda muito.
      1b) Sim, pode ser um reajuste passageiro e você não deve alimentar medos e preocupações exageradas. Acredite que você vai melhorar com o tempo, muitos homens melhoram.
      2) Não. Pelo que você descreve o máximo que poderia ocorrer é estabilizar dessa forma. Existem os dois casos: os que estabilizam assim e os que melhoram com o tempo. Muito raramente piora, geralmente o quadro que se mostra depois de parar é o 'baseline', ou fica assim ou melhora.
      3)Sim, com certeza. Muitos homens voltam ao normal com o tempo. É preciso ter paciência e pensar positivo. Não entre num comportamento compulsivo (testar toda hora com masturbação se melhorou). 3b) Bom, essa é a parte chata... pode melhorar em qualquer período entre 15 dias a um ano. Mais de um ano já é considerado síndrome pós finasterida

      Excluir
    2. Muito obrigado, Moderador.

      Vou esquecer isso e deixar o tempo passar. Se Deus quiser voltarei ao normal como tantos outros que aqui já relataram suas recuperações. Espero ser mais um a poder contar aos outros que há esperança.

      Agradeço por sua disponibilidade, respeito, ajuda e incentivo. Já defendi bastante a finasterida, mas tive meus olhos abertos pela revista Veja e por este blog. Se alguém me perguntar sobre o remédio, direi que não tome, e apresentarei este blog como prova de que pode, sim, causar males a boa parte de seus consumidores.

      Continue esta luta. O conhecimento é a maior arma que nós temos, precisamos de pessoas de boa vontade que estejam dispostas a ajudar os outros.

      Quanto a mim e aos colegas, espero que tudo dê certo. Pretendo enviar notícias no futuro. Mais uma vez, obrigado.

      Excluir
    3. De nada, boa sorte. Poste aqui no futuro sua evolução, isso ajuda os outros visitantes.
      Abraço

      Excluir
    4. Moderador, venho para cumprir a promessa que fiz de relatar a minha evolução.

      Graças a Deus, creio que um mês após a interrupção, os efeitos colaterais começaram a passar. Com dois meses já me sentia normal, e assim continuo, graças ao bom Deus!

      No entanto, deixo o meu depoimento: quem está pensando em usar, não use. Esse remédio bagunça com algo que é muito caro a nós, homens, que é o nosso desempenho sexual. Com outros homens, inclusive, causa efeitos bem mais graves. Existem outros meios de lidar com a calvície, que certamente devem ser menos nocivos à saúde. A própria aceitação dessa condição é árdua, mas certamente é mais desejável do que os riscos que vc corre ao utilizar esse medicamento.


      No mais, agradeço pelo apoio e esclarecimento na hora de dificuldade, e por ter sido usado pra me mostrar a besteira que é tomar esse remédio. Que Deus abençoe a todos aqui, e os ajude a superar essas dificuldades, recobrando a saúde e a paz.

      Glória a Deus, tão somente!

      Excluir
    5. Que bom que ficou tudo bem! Obrigado por deixar o depoimento aqui.

      Excluir
  18. Senti que baixou um pouco minha libido. Quando parei, melhorou. O problema foi os cabelos que voltaram a cair muito, então preferi voltar ao tratamento junto ao minoxidil (que eu acho um saco passar, já até parei).
    Tenho mantido o tratamento (1mg) mesmo que eu sinta que o "fogo está brando" e espero não estar pagando para ver o pior, mas acreditar em reportagem da VEJA é complicado... Temos que saber que isso não acontece com a maioria, apesar dos dados da Merck não serem reais, os falsos 2 por cento.
    Ainda acho estranho muitos dermatologistas não falarem sobre os efeitos colaterais, mas todos sempre falam que caso reparemos algo estranho para avisar sempre ao médico. Outra coisa que acho estranho é o pessoal usar 5mg, pois sempre li a bula e nela indicava que essa dosagem era só para doenças na próstata. Não vejo razão nisso.
    Ainda mantenho uma incerteza baseada nos relatos daqui e de outras fontes, mas carrego um certo otimismo da galera que não passou por nada pelo uso prolongado. Estou experimentando a Tribulus a algum tempo e queria saber se ela anula a Finasterida. A libido aumentou! Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  19. Tenho 34 anos e dois filhos 10anos e quatro anos. tomei a finasterida por 8 anos seguidos. ela realmente cessou a queda de meus cabelos e aumentou o volume porem há 2 anos comecei uma rotina de exercícios e academia e por mais que eu tomasse a whey isolada e o BCAA mais caros do mercado e me empenhasse não desenvolvia músculos. Ficava frustrado com meus resultados. sem falar na gordura abdominal que não acabava por mais spinning e outros aeróbicos que eu praticasse. Além disso desenvolvi uma fadiga e cansaço enormes. não tinha animo pra nada. as oito da noite o sono me roubava e sentia dores nas juntas e no corpo todo e só queria ir pra cama mas não conseguia dormir direito. acordava varias vezes a noite, insônia, urinava varias vezes a noite tb. um sono que não sustenta, em consequência desenvolvi olheiras enormes e horríveis sem falar no mau humor e irritabilidade no curso do dia. qdo eu ia pro interior de minas com minha família todos os parentes saiam pra pescar beber, andar a cavalo e eu só queria ficar deitado; mas no meu pensamento isso poderia ser devido ao cansaço da viagem e a rotina de trabalho. tb perdi bastante minha capacidade de raciocínio, um simples problema eu tinha a maior dificuldade em resolver, corria dos livros e não assimilava informações. perdi muito a sensibilidade sexual e a libido. não tinha mais desejos e não sentia falta de relação sexual, minha esposa pensava que eu estava rejeitando ela ou tinha outra mulher, muito ruim. mas eu achava que tudo isso se resolveria com férias. eram muitas coincidências ruins. procurei um medico e ele me informou q isso tudo pode ser devido a finasterida, pois ela atrapalha mesmo o ganho de massa, a perda de gordura abdominal além de sintomas neurológicos. ele me pediu 47 exames de dosagens hormonais mas todos estão normais, inclusive o DHT, mas isso já era esperado uma vez que muitas pessoas q passam por isso os exames se apresentam normais. parei de usar a uns 30 dias e já recuperei bastante a minha sensibilidade e meu sono GRAÇAS A DEUS. estou controlando a alopecia com minoxidil a 5% e avicis. mas a finasterida não pretendo voltar a tomar mais, pois ela acabou com minha alegria de viver e minha qualidade de vida. so espero que estes sintomas possam ir logo e não sejam permanentes, pelo que estou vendo comigo acredito que não pois estou recuperando bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Obrigado por deixar seu depoimento, faço votos que tudo volte ao normal. Parabéns ao seu médico, muito bem informado e consciente. Recebemos sempre muitos pedidos de indicação de médicos que tenham conhecimento dos problemas da finasterida.
      Se você puder, gostaria que entrasse em contato pelo email riscosdofinasterida@hotmail.com com o nome do médico e região onde ele atua. Seu email e nome serão mantidos em sigilo. O nome do médico também não será publicado no blog, é apenas para homens da sua região que escreverem pedindo uma indicação de médico. Obrigado!

      Excluir
  20. Estou prestes a fazer um transplante de cabelo, então, o médico disse que eu vou ter que usar Finasterida pelo resto da minha vida pra manter os cabelos que tenho. mas como eu andei pesquisando sobre os efeitos de impotência, eu fiquei com medo e resolvi desistir de fazer o transplante. Entao, o meu médico disse pra mim não ficar preocupado, que existe um outro medicamento, "SAW PALMETTO" que inibe a ação do DHT, e o melhor: Nao tem efeitos colaterais. Gostaria de saber se alguém tem conhecimento sobre esse saw palmetto e se ele realmente é eficaz e não causa problemas. Eu tenho usado Finasterida e tive uma diminuição enorme na minha libido, desejo sexual e na ereção. Por favor, preciso que alguém me ajude..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aleks,
      Infelizmente, se você tomar o Saw Palmetto, você estará sujeito aos mesmos efeitos colaterais que a finasterida causa. O problema está em inibir a ação da enzima 5 alpha reductase, e o SP tem esse efeito. Inclusive, no forum Propecia Help, existem membros que nunca usaram a finasterida, apenas usaram o Saw Palmetto e desenvolveram efeitos colaterais semelhantes.

      Excluir
  21. Alguém ja sentiu a boca e garganta seca ao tomar o Finasterida 1mg?

    ResponderExcluir
  22. Galera, uso desde 2009 finalop 1mg e não tenho problema nenhum até o momento, realmente sou muito preocupado com a minha saude e essa reportagem (veja) me deixou bastante apreensiv, amanha tenho consulta em um urologista.
    Pra ser sincero depois que comecei a tomar fiquei mto taradao e estava ate ver a tal reportagem, agora me preocupei...uAEHUEHu
    Eu e minha parceira somos muito ativos e eu a ponto de apos fazer 15 minutos de sexo e gozar troco a camisinha e continuo...sinceramente estou preocupado agora.

    ResponderExcluir
  23. Sou vítima do finasterida a 3 anos e meio, já fui em vários urologistas, mas nenhum conseguiu me ajudar. Moro em Fortaleza,Ceará, e gostaria que me indicasse um médico que trabalhe em Fortaleza e que entenda desse assunto(finsterida).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Infelizmente não conheço um médico na sua região que reconheça a síndrome pós finasterida. O que você pode fazer é procurar um endocrinologista e contar que usou o remédio, tem sintomas até hoje e por isso que fazer um check up hormonal. Infelizmente não existe ainda um tratamento oficial para a SPF. Os estudos que tentam entender a síndrome ainda estão em curso. Até surgir um tratamento oficial, o melhor que você pode fazer é preservar sua saúde e adotar hábitos que melhoraram os sintomas nos homens que participam do fórum Propecia Help. Essas medidas naturais estão descritas na página "como tratar".

      Excluir
  24. Boas a todos, venho aqui deixar minha humilde opiniao, tomo o finasterida a 4 anos, desde entao meus cabelos nao me abandonaram mais, meu volume de esperma diminuiu cerca de 30%, e minha libido continua o mesmo animal dentro de mim, nao pretendo parar, mas aconselho a todos que usam o finasterida ou desejam tomar, consultem seus medicos, façam todos os exames periodicamente, tenham uma vida saudavel e acima de tudo, procurem estarem bem consigo mesmos, nao estou duvidando da indole do moderador, mas essas historias do finasterida ainda continuam muito mal contadas, percebam que as pessoas que nao obtiveram resultados positivos, procuram respostas na internet desesperadamente, os que obtiveram resultados positivos, estao curtindo a vida normalmente e nao se preocupam em ficar procurando respostas, o alcool e o cigaero sao drogas que assolam o mundo inteiro destruindo lares, mas ja repararam que todos que vem aqui relatar seus "problemas" devido ao finasterida sao perfeitos? Ninguem aqui bebe, fuma e todos tem uma vida saudavel....vamos refletir pessoal....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe amigo, mas não procede sua defesa perante a essa droga. Sei que o moderador deixou por uma questão democrática e vc tem todo o direito de se pronunciar a favor. Mas é grave o que essa droga faz! Não somente ela, mas todas outras! É grave o que a indústria faz e pior: mente nas estatísticas.

      Excluir
    2. Só para complementar. Esta DROGA aumenta o risco de câncer de mama nos homens e quando o câncer de próstata se instala, se instala da forma mais agressiva. Quem é louco de querer correr esse risco, mesmo que seja pequeno (que não se sabe). Esse discurso é o individual querendo justificar o uso coletivo (aquela história, fumo há 20 anos e estou bem). Sim pode ter casos, mas estatisticamente, quanto será? A mesma coisa a finasterida. Se o médico dissesse os reais riscos (eles nem conhecem, médico se esquiva de saber colateral de medicamento, a indústria é mais forte!) o paciente consciente iria correr desta DROGA SINTÉTICA!

      Excluir
  25. Iniciei o tratamento com finasterida 1mg. Depois de uns oito a dez menes comecei a sentir problemas de manutenção da ereção, alguns "apagões" repentinos durante o ato. Sentia também dores nos testículos, coceira excessiva na região escrotal e começaram a surgir excessivamente espinhas em minhas costas. Diante disso, comecei a investigar e, como a fina era o único medicamento que eu tomava, li a bula. Como a bula relatava possibilidades sintomáticas parecidas com as que eu estava tendo, parei imediatamente o medicamento. Voltei ao dermatologista e ele excluiu completamente a possibilidade de que qualquer sintoma fosse da finasterida. Fiz uns exames pedidos por ele, mais de testosterona. Como estava tudo ok, retornei com o medicamento, isso em novembro de 2013. Agora, em maio de 2014, ou seja, cinco meses após o retorno - um total de uns 15 a 17 meses totais de finasterida - sinto intensamente os sintomas relativos à libido. Dificuldade de manutenção da ereção, baixo desejo sexual. Além disso, meu sono está horrível - e sempre, sempre dormi como uma pedra, nada psicológico nunca me alterou o sono. Tenho muita dificuldade para pegar no sono e acordo ao menos três, às vezes quatro vezes na noite para urinar. Além disso, sinto também um cansaço excessivo, muito desânimo. Hoje especificamente iniciei leituras a respeito na internet. Decidi encerrar o tratamento com a finasterida. No decorrer dos próximos dias farei uma consulta a um urologista e buscarei possíveis tratamentos alternativos para a calvície. Muito boa a iniciativa do blog. Posteriormente, retornarei com retorno dos resultados que eu alcançar.

    ResponderExcluir
  26. Bem usei a finasterida as 26 anos de idade . Era um coelho , transava com minha esposa e ainda me masturbava muitas vezes ao dia .
    Após um periodo de 6 meses usando senti os efeitos colaterais então parei de tomar e tudo ficou normal , porém resolvi voltar a usar pois o cabelo caia muito e a bula dizia que era reversível . A consequência disso é que hoje 16 anos depois continuo impotente e também com o físico enfraquecido. Além da impotência sofri de depressão moderada e fadiga crônica . Passei por muitos médicos que sempre negaram que a finasterida fosse o problema. O que mais me revolta hoje é que esta porcaria continua sendo vendida . Gostaria que as pessoas se uniussem para processar a merk mas não o que acontece.

    ResponderExcluir